Destaque na iniciação científica: aluna publica artigo em periódico internacional

Aluna publica artigo em periódico internacional

A aluna Isabela Fernandes de Oliveira, do décimo semestre de Farmácia, teve seu primeiro primeiro artigo científico publicado na International Journal of Pharmaceutics, periódico médico que abrange estudos físicos, químicos, biológicos, microbiológicos e de engenharia relacionados à concepção, design, produção, caracterização e avaliação de sistemas de administração de medicamentos in vitro e in vivo.


O projeto foi desenvolvido a partir de uma bolsa da FAPESP, sob orientação da professora Nádia Bou-Chacra, do Departamento de Farmácia. O texto aborda os avanços no tratamento do segmento posterior do olho, empregando sistemas nanoestruturados lipídicos. Leia seu resumo abaixo:


“As doenças oculares do segmento posterior afetam mais de 300 milhões de pacientes em âmbito global, resultando em deficiência visual grave. Os tratamentos disponíveis são invasivos, caros, apresentam eficácia irregular e causam graves efeitos adversos. Essas desvantagens reduzem significativamente a adesão do paciente. Na última década, nanopartículas de lipídios sólidos (SLN) e carreadores de lipídios nanoestruturados (NLC) mostraram potencial como transportadores inovadores de substâncias lipofílicas para superar obstáculos no tratamento do segmento posterior do olho. A presente revisão mostra as vantagens dessas formulações, enfatizando sua compatibilidade com os tecidos oculares, característica que permite o aumento da internalização do fármaco nesses tecidos. Além disso, SLN e NLC podem reduzir a expulsão do fármaco pelos mecanismos de proteção do olho devido às propriedades adesivas relacionadas ao tamanho nanométrico. Portanto, essas preparações permitem o tratamento de diversas doenças oftálmicas por administração tópica, aumentando o intervalo entre as doses. Esse recurso apresenta potencial para reduzir  os efeitos adversos e aumentar a eficácia, melhorando em última análise a adesão do paciente. Assim, essa revisão crítica apresenta o desempenho dos ensaios in vitro, ex vivo e in vivo que suportam o potencial de SLN e NLC para tratar doenças do segmento posterior do olho. Essas nanopartículas têm se mostrado uma alternativa promissora tendo em vista significativos avanços no desenvolvimento de produtos oftálmicos.”

English EN Portuguese PT Spanish ES